Não perca o dia dos namorados da Doce Beijo!

Você quis dizer...

    Produtos Sugeridos

      Sua Sacola

      Nenhum produto no carrinho.

      Blog 22 de março de 2022

      Você sabe o que é a Páscoa? Saiba mais sobre sua origem e o significado de seus símbolos

      6 minutos de leitura

      672 visualizações

      docebeijo

      Compartilhe:

      Uma das comemorações mais tradicionais da cultura ocidental e cristã, a Páscoa é uma data que significa renovação e esperança.

      Porém, você sabia que seu surgimento vem bem antes de Cristo? Na verdade, ela remete às civilizações antigas, mais especificamente aos povos pagãos – como celtas, fenícios e egípcios – e está diretamente ligada às festividades da chegada da primavera (e fim do inverno).

      Com o passar do tempo, a ideia cristã passou a ser a mais conhecida entre as pessoas e o seu sentido religioso relembra a crucificação e ressurreição de Cristo. Não é à toa que a palavra “Páscoa” vem do termo hebraico Pessach, que quer dizer passagem.

      No texto a seguir, você vai entender um pouco mais sobre essa festividade tão gostosa e que tanta gente ama. Acompanhe!

      A origem da Páscoa

      Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a celebração da Páscoa não se originou dos cristãos, mas sim de povos bem mais antigos.

      Ligada a um ambiente mais rural e de pastoril, a Páscoa é celebrada desde a Antiguidade no espaço onde hoje se encontra o Oriente Médio. Provavelmente, a festa nasceu em comemoração ao nascimento das ovelhas na primavera – e isso quem afirma é o coordenador do curso de teologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Gerson Leite de Moraes.

      Já na tradição judaica, a Páscoa passa a existir a partir do momento em que o povo de Israel se liberta da escravidão imposta pelos egípcios. E apesar de não existirem datas precisas do início desse acontecimento, estima-se que ele ocorreu próximo do século XIII a.C.

      Com um grande significado ao povo judeu, a festividade é sinônimo de esperança e o surgimento de uma nova vida – o que, de fato, aconteceu. Dentre os símbolos dessa festa judaica, um dos mais importantes é o matzá, um tipo de pão sem fermento, o qual representa a fé.

      Mas e a Páscoa cristã? Como surgiu?

      Mais conhecida no mundo todo, a Páscoa cristã possui um significado um pouco diferente da outra, já que representa os dias que compõem a morte e ressurreição de Cristo, um dos principais acontecimentos que reforça a fé.

      Na tradição religiosa, a Páscoa encerra a Quaresma, um período de quarenta dias em que os jejuns são muito comuns, e foi instituída pela Igreja no ano de 325 d.C., durante o Concílio de Niceia. De acordo com a instituição, a data em que a primeira lua cheia depois do equinócio de primavera surgisse seria, também, a de comemoração da Páscoa.

      Os principais símbolos da Páscoa

      Dois símbolos são muito presentes quando se trata da Páscoa: o ovo de chocolate e o coelho. Porém, infelizmente, não há como saber exatamente como eles se originaram durante a celebração da data.

      O que é bacana, contudo, é reconhecer que não existe apenas uma versão da origem desses símbolos, mas sim diversas delas – e todas válidas, já que remetem a diferentes povos e culturas.

      Coelho

      A primeira versão sobre a importância do coelho para a Páscoa é de vários séculos atrás. Diz a história que Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus antes do amanhecer do domingo e, quando chegou ao local, viu a sepultura entreaberta.

      Nela, um coelho teria ficado preso e, especula-se que ele teria sido o primeiro ser vivo a testemunhar Cristo ressuscitado. Por conta disso, foi esse animal que ganhou o privilégio de anunciar a boa notícia às crianças do mundo inteiro – além de ser o portador do ovo de chocolate.

      Uma outra versão sobre o coelho da Páscoa é quanto à sua fertilidade e vitalidade. Por gerar filhotes em torno de 4 a 8 vezes por ano, com 8 a 10 coelhinhos em cada vez, ele passou a representar a proposta pascal, que nada mais é do que deixar o novo emergir.

      No Brasil, a associação do animal com a data começou próximo de 1910, quando imigrantes alemães pintavam ovos à mão e os escondiam pela casa para que as crianças os encontrassem na manhã de domingo. Isso remete à lenda de uma mulher que fazia o mesmo, porém, quando seus filhos encontraram os ovos, viram um coelho passar correndo próximo a eles.

      Ovo

      O ovo é um símbolo tão antigo quanto a própria Páscoa, já que a troca de ovos era muito frequente no equinócio da primavera, visando a celebração do fim do inverno.

      E então, quando a festa cristã passou a ser comemorada, esse rito pagão de festejar a nova estação passou a integrar a Semana Santa também. Dessa forma, os cristãos passaram a olhar o ovo como um símbolo da ressurreição de Jesus.

      Mas, como já sabemos, ao invés de ter a troca de ovos de galinha pintados pelas pessoas, temos a de ovos de chocolate.

      Páscoa é na Doce Beijo

      Fundada em 1989 pela chocolatier Dorotea Kasten, em Joinville (SC), a Doce Beijo está sempre criando novas delícias para o seu cardápio.

      Para a Páscoa, além dos tradicionais ovos de chocolate e ovos de colher, a marca também desenvolve produtos exclusivos, como os ovos recheados com pistache e coulis de frutas vermelhas ou o ovo de chocolate ruby recheado com pistache.

      E ainda tem mais: se você quer presentear seus funcionários com algo especial, há a possibilidade de encomendar chocolates da nossa linha de Páscoa Corporativa. Além disso, você também pode adquirir diversos produtos em nossa loja e montar uma cesta completa e personalizada, com chocolates, pães de mel e até mesmo um vinho.

      Para conhecer todas as nossas produções, entre em contato pelo telefone (47) 3433-2828 ou venha visitar a nossa loja, localizada na Rua Aquidaban, n° 330 – Glória.

      Leia também:
      Qual a origem da trufa de chocolate e quais são as suas principais características?
      Descubra qual o melhor chocolate para a saúde e para a sua dieta

      docebeijo

      Compartilhe: